Câncer

CÂNCER INFANTOJUVENIL

Câncer é um termo usado para descrever um grupo de doenças, sendo que cada uma destas doenças tem nome, tratamentos e chances de curas específicas. Embora, cada tipo de câncer seja, de várias maneiras, diferente um do outro, todo câncer, qualquer que seja o nome ou a parte do corpo afetada, é uma doença relacionada às células do organismo.

Diariamente, nosso corpo produz milhões de novas células num processo de renovação natural. Ter câncer, significa que alguma célula sofreu uma alteração e partir daí passou a se multiplicar desordenadamente, produzindo outras células cujo funcionamento não é normal. Estas células “anormais” têm a capacidade de se espalharem e se alojarem em diversas partes do corpo.

Pouco se conhece sobre as causas do câncer, mas sabe-se que é uma doença não-contagiosa.

 

ALTAS TAXAS DE CURA

 

O Câncer Infantojuvenil pode ser curado?

O câncer na criança e no adolescente é raro e menos frequente, se comparado a incidência nos adultos. No entanto, o desenvolvimento da doença, geralmente, é mais rápido nas crianças. Por outro lado, o câncer infantojuvenil é muito sensível a certos tratamentos, como quimioterapia e radioterapia, o que pode aumentar as chances de cura. Atualmente, muitas crianças se curam em mais de 60% dos casos e outras sobrevivem por um grande período de tempo, pois com o tratamento adequado, a criança entra em uma remissão, isto é, não apresenta mais sintomas da doença.

Os melhores resultados são alcançados com maior frequência quando o tratamento é realizado em hospitais considerados “centros de referência”, através do trabalho conjunto de vários profissionais: oncologista pediatra, imunologista, endocrinologista, neurologista, radioterapeuta, cirurgião, psicólogo, dentista entre outros profissionais, o que constitui uma equipe multidisciplinar.

Dra. Claudia Epelman